DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 06/04/2022

Pela Diocese, teatro, oração e gesto concreto

Imagem de 108 anos será carregada na procissão de Tibagi

 
O Ofício das Trevas será celebrado em duas paróquias de PG O Ofício das Trevas será celebrado em duas paróquias de PG | Crédito: Paróquia São Sebastião

Ainda na Sexta-Feira Santa, em Telêmaco Borba, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima promove, a partir das 19h30, na Praça da Família, a encenação da Paixão de Cristo. A encenação é feita, desde 2001, pelo grupo de teatro ’Irmão sol, irmã Lua’, da Comunidade São Francisco de Assis. No elenco principal são 36 pessoas. A apresentação normalmente dura de uma hora a uma hora e 20 minutos, com fogos e luzes. É aberta ao público.


     Em Tibagi, a Paróquia Nossa Senhora dos Remédios realiza, às 19 horas, a procissão luminosa com a imagem de Cristo Morto pelas ruas da cidade. A ‘Caminhada da Esperança’ refaz os passos dolorosos de Jesus, com a esperança da ressurreição para enfatizar que Deus não está morto, mas caminha conosco. Todos levam velas. O Cristo – uma imagem de 108 anos, de perto de 100 centímetros - é transportado dentro de um andor de madeira com alças e cobertura em acrílico transparente. De duas a quatro pessoas carregam-no. A procissão acontece desde 1923 e reunia, até antes da pandemia, aproximadamente 350 pessoas. 


     A Paróquia Cristo Rei, de Ivaí, vai substituir o beijo na cruz programado tradicionalmente para a celebração da Paixão, depois da Via Sacra - às 15 horas, com saída e chegada no Pavilhão – pela arrecadação de terços que serão enviados à Paróquia São João Batista, em Canutama (AM). A iniciativa partiu da coordenadora paroquial da Catequese, Karine Fachinello, durante a reunião de preparação da Semana Santa. “Foi falado de termos um gesto concreto e, neste momento, lembrei do pedido que o padre Osvaldo (Pinheiro) fez aos catequistas de conseguirmos e doarmos terços para as famílias lá da Amazônia, que não sabem rezar o Rosário por não saberem manusear o terço, não terem terços”, argumenta. No momento que seria do beijo na cruz, a pessoa beijará a cruz do terço e o entregará para doação.


     Em Ponta Grossa, ainda sexta-feira, às 6 horas, a Paróquia São Sebastião/Santuário de Nossa Senhora Aparecida, celebra o Ofício das Trevas, um conjunto de leituras, lamentações, canto de salmos. Em cada Salmo cantado, apaga-se uma vela. Ao final, a igreja fica no escuro e o rosto de Cristo desfigurado é mostrado. As orações duram em torno de uma hora e sempre são realizadas dentro da igreja. Na Quase Paróquia São João Paulo II, o Ofício das Trevas acontecerá às 19h30 e será transmitido pelo Facebook.


     Na terça-feira (12), às 19 horas, na Paróquia Menino Jesus, de Reserva, pela primeira vez, serão meditadas as Dores de Maria. “A partir de Maria, vamos ver o projeto de salvação de Deus acontecendo na vida da Humanidade. Por Maria, também compreendemos a dor do filho”, explicou o vigário padre Alexandre Spena. A profecia de Simeão, a fuga para o Egito, a perda do Menino Jesus, Maria com Jesus no caminho do calvário, a morte de Jesus, Maria recebe Jesus descido da cruz. Essas são as sete dores, celebradas entre cânticos, orações e reflexões.


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Enviado 1º conselho missionário da Diocese   |   Dia de São Francisco terá bênção de animais   |   Paróquias refletem sobre a Igreja em Missão   |   Assembleia fortalece a evangelização   |  





Publicado em: 06/04/2022

Pela Diocese, teatro, oração e gesto concreto

Imagem de 108 anos será carregada na procissão de Tibagi

 

Ainda na Sexta-Feira Santa, em Telêmaco Borba, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima promove, a partir das 19h30, na Praça da Família, a encenação da Paixão de Cristo. A encenação é feita, desde 2001, pelo grupo de teatro ’Irmão sol, irmã Lua’, da Comunidade São Francisco de Assis. No elenco principal são 36 pessoas. A apresentação normalmente dura de uma hora a uma hora e 20 minutos, com fogos e luzes. É aberta ao público.


     Em Tibagi, a Paróquia Nossa Senhora dos Remédios realiza, às 19 horas, a procissão luminosa com a imagem de Cristo Morto pelas ruas da cidade. A ‘Caminhada da Esperança’ refaz os passos dolorosos de Jesus, com a esperança da ressurreição para enfatizar que Deus não está morto, mas caminha conosco. Todos levam velas. O Cristo – uma imagem de 108 anos, de perto de 100 centímetros - é transportado dentro de um andor de madeira com alças e cobertura em acrílico transparente. De duas a quatro pessoas carregam-no. A procissão acontece desde 1923 e reunia, até antes da pandemia, aproximadamente 350 pessoas. 


     A Paróquia Cristo Rei, de Ivaí, vai substituir o beijo na cruz programado tradicionalmente para a celebração da Paixão, depois da Via Sacra - às 15 horas, com saída e chegada no Pavilhão – pela arrecadação de terços que serão enviados à Paróquia São João Batista, em Canutama (AM). A iniciativa partiu da coordenadora paroquial da Catequese, Karine Fachinello, durante a reunião de preparação da Semana Santa. “Foi falado de termos um gesto concreto e, neste momento, lembrei do pedido que o padre Osvaldo (Pinheiro) fez aos catequistas de conseguirmos e doarmos terços para as famílias lá da Amazônia, que não sabem rezar o Rosário por não saberem manusear o terço, não terem terços”, argumenta. No momento que seria do beijo na cruz, a pessoa beijará a cruz do terço e o entregará para doação.


     Em Ponta Grossa, ainda sexta-feira, às 6 horas, a Paróquia São Sebastião/Santuário de Nossa Senhora Aparecida, celebra o Ofício das Trevas, um conjunto de leituras, lamentações, canto de salmos. Em cada Salmo cantado, apaga-se uma vela. Ao final, a igreja fica no escuro e o rosto de Cristo desfigurado é mostrado. As orações duram em torno de uma hora e sempre são realizadas dentro da igreja. Na Quase Paróquia São João Paulo II, o Ofício das Trevas acontecerá às 19h30 e será transmitido pelo Facebook.


     Na terça-feira (12), às 19 horas, na Paróquia Menino Jesus, de Reserva, pela primeira vez, serão meditadas as Dores de Maria. “A partir de Maria, vamos ver o projeto de salvação de Deus acontecendo na vida da Humanidade. Por Maria, também compreendemos a dor do filho”, explicou o vigário padre Alexandre Spena. A profecia de Simeão, a fuga para o Egito, a perda do Menino Jesus, Maria com Jesus no caminho do calvário, a morte de Jesus, Maria recebe Jesus descido da cruz. Essas são as sete dores, celebradas entre cânticos, orações e reflexões.


 


Diocede Ponta Grossa
O Ofício das Trevas será celebrado em duas paróquias de PG   |   Paróquia São Sebastião

Diocede Ponta Grossa
A imagem, restaurada em São Paulo, é levada em procissão desde 1923   |   Paróquia Nossa Senhora dos Remédios


Navegue até a sua Paróquia