DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 06/04/2022

Semana Santa: Crianças vão encenar a Via Sacra

Na Catedral, Lava-Pés terá pessoas ligadas à Educação

 
A reprodução da Via Sacra feita pelo artista castrense Orlando Mattos A reprodução da Via Sacra feita pelo artista castrense Orlando Mattos | Crédito: Renato de Oliveira

 


     “A Semana Santa é a principal semana da Liturgia da Igreja porque nós celebramos o Mistério central da fé cristã: Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. Na Liturgia, se faz memória a esse Mistério, a esse Deus que vem até nós”, destaca padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, citando que o momento sagrado inicia neste dia 10, Domingo de Ramos, quando acontece a procissão que lembra a entrada de Jesus em Jerusalém. “É como se acolhêssemos também Jesus entrando no lugar onde nós vivemos e onde queremos também que aconteça a salvação”, enfatiza. Nas paróquias da Diocese, tradicionais e riquíssimas programações estão previstas, algumas carregadas de simbolismo ainda mais especial.


     Na Paróquia/Catedral Sant’Ana, onde o bispo Dom Sergio Arthur Braschi deve celebrar, as procissões serão retomadas depois de dois anos. No domingo, às 10 horas, o cortejo sairá da igreja Nossa Senhora do Rosário e seguirá à Catedral, onde acontece a missa com a bênção dos ramos. Na Quinta-Feira Santa, às 9 horas, será celebrada a Missa do Crisma, onde é feita a consagração do óleo do Crisma, da preparação do óleo dos enfermos e também da preparação e bênção do óleo dos catecúmenos, óleos usados durante o ano em todas as celebrações para o sacramento do batismo, crisma, ordenações e unção dos enfermos. Nesse dia, se faz a renovação das promessas sacerdotais, na missa da manhã, e, na missa da noite, inicia-se o Tríduo Pascal, com o Rito do Lava-Pés. Na Quinta-Feira Santa também se celebra a instituição da Eucaristia.


      O Rito, que imita o gesto de Jesus que se dispôs a servir, lavando os pés dos seus discípulos, este ano, na Catedral vai envolver apenas pessoas que participam na paróquia e fazem parte do contexto da Campanha da Fraternidade 2022: professora da Rede Municipal, diretora de uma escola particular católica, dois alunos do ensino fundamental, uma caloura acadêmica de Medicina aprovada no PSS, a coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética, a catequista Flávia Carla Nascimento, um casal e sua filha, além de três representantes do ensino inclusivo. “Ainda estamos fazendo o convite e aguardando confirmação”, comenta a ministra da Eucaristia e catequista, Íria Portela.


     Outro momento diferenciado se dará na Sexta-Feira Santa, na Capela São Paulo Apóstolo, em Olarias, que pertence à Paróquia Sant’Ana. A Via Sacra será encenada por 25 crianças e adolescentes de todos os tempos da Catequese. Com início às 18h30, o teatro com cada uma das estações sai da capela e percorre as ruas da quadra da igreja. “São poucas crianças. Algumas vão fazer mais de um personagem. Elas estarão todas caracterizadas. No próximo sábado, vamos separar as roupas”, acrescenta Íria. 


 


  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Enviado 1º conselho missionário da Diocese   |   Dia de São Francisco terá bênção de animais   |   Paróquias refletem sobre a Igreja em Missão   |   Assembleia fortalece a evangelização   |  





Publicado em: 06/04/2022

Semana Santa: Crianças vão encenar a Via Sacra

Na Catedral, Lava-Pés terá pessoas ligadas à Educação

 

 


     “A Semana Santa é a principal semana da Liturgia da Igreja porque nós celebramos o Mistério central da fé cristã: Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor. Na Liturgia, se faz memória a esse Mistério, a esse Deus que vem até nós”, destaca padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, citando que o momento sagrado inicia neste dia 10, Domingo de Ramos, quando acontece a procissão que lembra a entrada de Jesus em Jerusalém. “É como se acolhêssemos também Jesus entrando no lugar onde nós vivemos e onde queremos também que aconteça a salvação”, enfatiza. Nas paróquias da Diocese, tradicionais e riquíssimas programações estão previstas, algumas carregadas de simbolismo ainda mais especial.


     Na Paróquia/Catedral Sant’Ana, onde o bispo Dom Sergio Arthur Braschi deve celebrar, as procissões serão retomadas depois de dois anos. No domingo, às 10 horas, o cortejo sairá da igreja Nossa Senhora do Rosário e seguirá à Catedral, onde acontece a missa com a bênção dos ramos. Na Quinta-Feira Santa, às 9 horas, será celebrada a Missa do Crisma, onde é feita a consagração do óleo do Crisma, da preparação do óleo dos enfermos e também da preparação e bênção do óleo dos catecúmenos, óleos usados durante o ano em todas as celebrações para o sacramento do batismo, crisma, ordenações e unção dos enfermos. Nesse dia, se faz a renovação das promessas sacerdotais, na missa da manhã, e, na missa da noite, inicia-se o Tríduo Pascal, com o Rito do Lava-Pés. Na Quinta-Feira Santa também se celebra a instituição da Eucaristia.


      O Rito, que imita o gesto de Jesus que se dispôs a servir, lavando os pés dos seus discípulos, este ano, na Catedral vai envolver apenas pessoas que participam na paróquia e fazem parte do contexto da Campanha da Fraternidade 2022: professora da Rede Municipal, diretora de uma escola particular católica, dois alunos do ensino fundamental, uma caloura acadêmica de Medicina aprovada no PSS, a coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética, a catequista Flávia Carla Nascimento, um casal e sua filha, além de três representantes do ensino inclusivo. “Ainda estamos fazendo o convite e aguardando confirmação”, comenta a ministra da Eucaristia e catequista, Íria Portela.


     Outro momento diferenciado se dará na Sexta-Feira Santa, na Capela São Paulo Apóstolo, em Olarias, que pertence à Paróquia Sant’Ana. A Via Sacra será encenada por 25 crianças e adolescentes de todos os tempos da Catequese. Com início às 18h30, o teatro com cada uma das estações sai da capela e percorre as ruas da quadra da igreja. “São poucas crianças. Algumas vão fazer mais de um personagem. Elas estarão todas caracterizadas. No próximo sábado, vamos separar as roupas”, acrescenta Íria. 


 


Diocede Ponta Grossa
A reprodução da Via Sacra feita pelo artista castrense Orlando Mattos   |   Renato de Oliveira


Navegue até a sua Paróquia