DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 24/05/2022

Peregrinação de capela prepara congresso

Paróquias que têm o ECC organizam missas e orações

 
A capela peregrina com Nossa Senhora da Vitória ganhou a companhia da padroeira do Brasil A capela peregrina com Nossa Senhora da Vitória ganhou a companhia da padroeira do Brasil | Crédito: Renato de Oliveira

Em julho de 2023, vai acontecer o XXlll Congresso Nacional do Encontro de Casais com Cristo (ECC), em São Luiz, no Maranhão. Como forma de preparação para este importante momento, começou a circular na segunda feira (23), em Castro, na Paróquia São Judas Tadeu, a capela peregrina de Nossa Senhora da Vitória, a padroeira da cidade anfitriã do congresso. À noite, junto com a acolhida à imagem houve a reza de uma dezena do Rosário o pelos casais do ECC e integrantes do Serviço de Animação Vocacional da paróquia. A capela peregrina passará pelas 12 paróquias da Diocese onde o ECC está implantado.


     Há participantes do Encontro de Casais com Cristo em Castro, Piraí do Sul, Ponta Grossa, Ventania, Carambeí e Guamiranga. “É importante a oração, a intercessão e a união. Que peçamos pelos casais, pelas famílias, por nossas comunidades, por nosso Brasil e pelo mundo. Pedir ao Divino Espírito Santo que sempre esteja conosco, nos conduzindo, orientando e nos levando a servir nosso próximo e ao Reino do Senhor.  E, principalmente, agradecer por tantos dons que Deus nos concede, e para que possamos colocar em prática e bem utilizá-los. Através da oração e do sentimento de pertença, sejamos tocados a servir sempre”, avalia Edna Megumi Kayano ao citar a relevância de se acompanhar esta fase preparatória. Edna ao lado do esposo, Vanderlei de Araújo, coordena o ECC na Diocese de Ponta Grossa.


     A exemplo da dezena do Rosário, rezada nesta segunda-feira, pelo êxito do congresso nacional, as comunidades tem autonomia para definir a programação de acolhia à capela peregrina.  “Os casais dirigentes do ECC de cada paróquia, com a autorização dos párocos, estarão preparando a visita. Podem ocorrer terços, missas, visitações à capelinha na Igreja, entre outras atividades”, exemplifica Edna. Os congressos nacionais do ECC acontecem a cada quatro anos. Em 2023, ele ocorrerá nos dias 14, 15 e 16 de julho, em São Luiz, com o tema ‘Matrimônio, dom de Deus, um caminho para a Santidade’. Será na forma híbrida. Participarão presencialmente os diretores espirituais e casais regionais. Os demais Diretores e Casais Diocesanos participarão on-line.


     O Encontro de Casais com Cristo é um serviço-escola, onde os casais vão caminhar dentro de temários e nesses temários percorrem a nuance da família, do ser Igreja, dos documentos da Igreja. Vão se aprofundando, amadurecendo na fé e conhecendo a realidade da Igreja. Um dos pontos centrais do ECC é que o casal, conhecendo a fé, se coloque à disposição na paróquia, dentro dos movimentos e pastorais já existentes ou nos que o pároco deseja formar.


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Enviado 1º conselho missionário da Diocese   |   Dia de São Francisco terá bênção de animais   |   Paróquias refletem sobre a Igreja em Missão   |   Assembleia fortalece a evangelização   |  





Publicado em: 24/05/2022

Peregrinação de capela prepara congresso

Paróquias que têm o ECC organizam missas e orações

 

Em julho de 2023, vai acontecer o XXlll Congresso Nacional do Encontro de Casais com Cristo (ECC), em São Luiz, no Maranhão. Como forma de preparação para este importante momento, começou a circular na segunda feira (23), em Castro, na Paróquia São Judas Tadeu, a capela peregrina de Nossa Senhora da Vitória, a padroeira da cidade anfitriã do congresso. À noite, junto com a acolhida à imagem houve a reza de uma dezena do Rosário o pelos casais do ECC e integrantes do Serviço de Animação Vocacional da paróquia. A capela peregrina passará pelas 12 paróquias da Diocese onde o ECC está implantado.


     Há participantes do Encontro de Casais com Cristo em Castro, Piraí do Sul, Ponta Grossa, Ventania, Carambeí e Guamiranga. “É importante a oração, a intercessão e a união. Que peçamos pelos casais, pelas famílias, por nossas comunidades, por nosso Brasil e pelo mundo. Pedir ao Divino Espírito Santo que sempre esteja conosco, nos conduzindo, orientando e nos levando a servir nosso próximo e ao Reino do Senhor.  E, principalmente, agradecer por tantos dons que Deus nos concede, e para que possamos colocar em prática e bem utilizá-los. Através da oração e do sentimento de pertença, sejamos tocados a servir sempre”, avalia Edna Megumi Kayano ao citar a relevância de se acompanhar esta fase preparatória. Edna ao lado do esposo, Vanderlei de Araújo, coordena o ECC na Diocese de Ponta Grossa.


     A exemplo da dezena do Rosário, rezada nesta segunda-feira, pelo êxito do congresso nacional, as comunidades tem autonomia para definir a programação de acolhia à capela peregrina.  “Os casais dirigentes do ECC de cada paróquia, com a autorização dos párocos, estarão preparando a visita. Podem ocorrer terços, missas, visitações à capelinha na Igreja, entre outras atividades”, exemplifica Edna. Os congressos nacionais do ECC acontecem a cada quatro anos. Em 2023, ele ocorrerá nos dias 14, 15 e 16 de julho, em São Luiz, com o tema ‘Matrimônio, dom de Deus, um caminho para a Santidade’. Será na forma híbrida. Participarão presencialmente os diretores espirituais e casais regionais. Os demais Diretores e Casais Diocesanos participarão on-line.


     O Encontro de Casais com Cristo é um serviço-escola, onde os casais vão caminhar dentro de temários e nesses temários percorrem a nuance da família, do ser Igreja, dos documentos da Igreja. Vão se aprofundando, amadurecendo na fé e conhecendo a realidade da Igreja. Um dos pontos centrais do ECC é que o casal, conhecendo a fé, se coloque à disposição na paróquia, dentro dos movimentos e pastorais já existentes ou nos que o pároco deseja formar.


 


Diocede Ponta Grossa
A capela peregrina com Nossa Senhora da Vitória ganhou a companhia da padroeira do Brasil   |   Renato de Oliveira

Diocede Ponta Grossa
Na noite de oração pelas vocações foi acolhida a imagem peregrina   |   Renato de Oliveira

Diocede Ponta Grossa
Os casais da São Judas Tadeu recepcionaram a capela   |   Renato de Oliveira

Diocede Ponta Grossa
A padroeira de São Luiz, Nossa Senhora da Vitória   |   Renato de Oliveira


Navegue até a sua Paróquia