MATRIZ
PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO
Pároco:

Padre Moacir Gomes


Horários de Missa
  • Quarta-feira 19h
  • Sábado 20h
  • Domingo 08h30

Endereço
Rua Remis Joao Loss, 180
Fernandes Pinheiro - Centro


Contato
(42) 3459-1036
paroquiasaosebastiaofp@hotmail.com

Histórico

A Paróquia de São Sebastião localizada no Município de Fernandes Pinheiro foi criada e inaugurada no dia  06 de Junho de 2004. Foi desmembrada da Paróquia Nossa Senhora da Luz – Irati e da Paróquia Imaculada Conceição de Teixeira Soares. Devido ao crescimento populacional da região de Fernandes Pinheiro e as necessidades pastorais emergentes foi criada a Paróquia de São Sebastião, tendo com seu 1º. Pároco o Padre Alceu João Maders. A Paróquia foi criada por Dom Sérgio Arthur Braschi – Bispo Diocesano da Diocese de Ponta Grossa.


Comunidade / Padroeiro (a) Localidade 

01 Matriz: São Sebastião - Centro - Fernandes Pinheiro

02 Nossa Senhora dos Remédios - Angai

03 São João Batista - Assungui

04 Santo Antônio - Avencal

05 Senhor Bom Jesus - Boa Vista

06 São Pedro e São Paulo - Balão 

07 Senhor Bom Jesus - Bituva das Campinas

08 Santa Rita - Bituva dos Lúcios

09 São Sebastião - Bituva dos Machados

10 Nossa Senhora Aparecida - Bituva dos Lopes

11 Santa Luzia - Santa Luzia

12 Santo Antônio - Santo Antônio – Bem Fica

13 Senhor Bom Jesus - axinal dos Pintos

14 São Vicente - Paiol Velho

15 Santo Antônio - Saruva

16 Mãe da Divina Graça - Queimadinha

17 São Miguel - Assentamento José Gomes



PASTORAIS E MOVIMENTOS

APOSTOLADO DA ORAÇÃO.

MECE.

CONSELHOS DE PASTORAL.

PASTORAL DA CATEQUESE.

PEQUENOS GRUPOS.

PASTORAL DA CRIANÇA.

CAPELINHAS.

LEGIÃO DE MARIA.

INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA MISSIONÁRIA.

PASTORAL DA LITURGIA. 

PASTORAL DO DIZIMO.


Batismo no 3º sábado de cada mês às 9:00h.


CELEBRAÇÃO DAS MISSAS NAS COMUNIDADES

MENSALMENTE E NO FINAL DE SEMANA

· Todo final de semana, Sábado duas Capela;

·  Domingo: Matriz, e mais duas Capelas.


Párocos

1º. Pároco:  Pe. Alceu João Maders - Diocesano

2º. Pároco: Pe. Leonel Stanski

3º. Pároco: Pe. Moacir Gomes



ORAÇÃO

    São Sebastião glorioso mártir de Jesus Cristo e poderoso advogado contra a peste, defendei a mim, minha família e todo o país do terrível flagelo da peste e de todos os males para que servindo a Jesus Cristo alcancemos a graça de participar de vossa Glória no céu. 

O Padroeiro
O Padroeiro
São Sebastião Mártir da Igreja ( Por Dilva Frazão. Biblioteconomista e professora)

São Sebastião foi um mártir dos primeiros séculos da igreja cristã, por professar e não renegar sua fé em Cristo.
São Sebastião nasceu em Narbona, na França, no ano de 256 da Era Cristã. Ainda jovem, mudou-se com a família para Milão, na Itália, cidade de sua mãe. Alistou-se no exército de Roma e tornou-se o soldado predileto do imperador Diocleciano. Conquistou o posto de comandante da Guarda Pretoriana.
Secretamente, Sebastião converter-se ao cristianismo e valendo-se do alto posto militar, fazia visitas frequentes aos cristãos presos que aguardavam para serem levados para o Coliseu, onde seriam devorados pelos leões, ou mortos em lutas com os gladiadores. Com palavras de ânimo e consolo, fazia os prisioneiros acreditarem que seriam salvos da vida após a morte, segundo os princípios do cristianismo.
Prisão e Martírio de São Sebastião
A fama de benfeitor dos cristãos se espalhou e Sebastião foi denunciado ao imperador. Este, que perseguia os cristãos do seu exército, tentou fazer com que Sebastião renunciasse ao cristianismo, mas diante do imperador, Sebastião não negou a sua fé e foi condenado à morte.
Seu corpo foi amarrado a uma árvore e alvejado por flechas atiradas por seus antigos companheiros, que o deixaram aparentemente morto. Resgatado por algumas mulheres lideradas pela cristã chamada Irene, ele foi levado sob seus cuidados e conseguiu se restabelecer.
Depois de recuperado, São Sebastião continuou evangelizado e indiferente aos pedidos dos cristãos para não se expor, apresentou-se ao imperador insistindo para que acabasse com as perseguições e mortes aos cristãos. Ignorando os pedidos, desta vez, Diocleciano ordenou que o açoitassem até a morte e depois seu corpo fosse jogado no esgoto público de Roma, para que não fosse venerado como mártir pelos cristãos. Era o ano 287 da Era Cristã.
Culto a São Sebastião
Mais uma vez, seu corpo foi recolhido por uma mulher chamada Luciana, a quem pediu em sonho que o sepultasse próximo das catacumbas dos apóstolos. No século IV, o imperador Constantino, que se converteu ao cristianismo, mandou construir, em sua homenagem, a Basílica de São Sebastião, perto do local do sepultamento, junto à Via Appia, para abrigar o corpo de São Sebastião. Seu culto iniciou-se nesse período,
Conta-se que nessa época, Roma estava sendo assolada por uma terrível peste e que a partir do translado das relíquias de São Sebastião a epidemia desapareceu. A partir desta época, São Sebastião passou a ser venerado como santo padroeiro contra a peste, a fome e a guerra.
Durante a Idade Média, a igreja a ele dedicada tornou-se centro de peregrinação e até hoje recebe os devotos e peregrinos de todas as partes do mundo. Sua festa é celebrada no dia 20 de janeiro.
Um dos temas preferidos dos pintores do Renascimento, o martírio de São Sebastião foi retratado por vários artistas, entre eles, Bernini, Perugino, Mantegna e Botticelli. Em geral, o corpo é mostrado atravessado por flechas.
 
 
Dúvidas, críticas ou sugestões?
Nome
 
E-mail
Telefone
 
Mensagem
 
 

Copyright © Diocese de Ponta Grossa 2024. Direitos reservados.
Navegando você está de acordo com a nossa política de privacidade.

Desenvolvido com amor Agência Arcanjo