MATRIZ
PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO
Pároco:

Padre Mário Valcamonica


Vigário Paroquial:

Padre Lukumu Kabeya Aimé Junior


Horários de Missa
  • Quarta-feira 19h
  • Domingo 9h e às19h

Endereço
Praça Matriz 1445
Ortigueira - Centro


Contato
(42) 3277-1112
psaosebastiao@yahoo.com.br
Facebook

Histórico

Ainda que a formação do primeiro núcleo colonizador da região seja dos primórdios do século XX, a Paróquia só foi criada em 1969, desmembrada da Paróquia Nossa Senhora do Remédios de Tibagi e entregue aos cuidados pastorais dos Padres do Instituto Cavanis, Congregação das Escolas de Caridade. No dia 24 de abril de 1994 a Paróquia celebrou o seu jubileu de prata de criação, destacando-se a bênção de um novo vitral.

    A Congregação do padres Cavanis, realiza um trabalho pastoral, social e  espiritual. A região é vasta em termos de território, o que exige dedicação e missionariedade. A ação pastoral é abrangente em todas as linhas desde saude, promoção humana e espiritualidade.

    No território há o atendimento de acampamentos - tribos indigenas que são oriundos da região. 


DADOS GERAIS DO MUNICIPIO DE ORTIGUEIRA.

    O município de Ortigueira está localizado no Segundo Planalto paranaense, inserido na microregião de Ponta Grossa a uma altitude de 760 m acima do nível do mar. Faz divisa com 10 outros municípios: ao Norte com Tamarana, São Jerônimo da Serra e Sapopema; ao Sul com Reserva, Imbaú e Telêmaco Borba; ao Leste com Curiúva e no Oeste com Faxinal, Rosário do Ivaí e Mauá da Serra.

    Estrategicamente situada no centro do Paraná, a cidade de Ortigueira liga o sul do Estado ao norte. Está a 247 km da capital Curitiba, 135 km de Londrina e 135 km de Ponta Grossa. Possui uma área total de 2451,6 m2 e é o terceiro maior município em extensão do Estado. É composto por 53 comunidades e cinco distritos, são eles: Lajeado Bonito, Natingui, Monjolinho, Barreiro e Ortigueira.     

    O clima é subtropical úmido, mesotérmico, de verões frescos e ocorrências de geadas. Tem tendência a concentrar chuvas nos meses de verão, com uma média mensal de 110 a 120mm. No Norte e no Oeste o clima é mais ameno, possibilitando o cultivo do café.

    A economia é voltada à agricultura, pecuária e apicultura. Ortigueira detém o maior rebanho bovino do Estado, com cerca de 250 mil cabeças de gado e também é um dos maiores produtores de mel do Paraná.  Cerca de 66% de sua população é rural e 33% urbana, somando um total de 25 mil habitantes, segundo o último censo do IBGE (2000).


Comunidade/ Padroeiro (a) Localidade 

01 Matriz: São Sebastião -Ortigueira

02 São José - Assentamento Mangueira / Duas casinhas

03 Nossa Senhora Aparecida - Assentamento Libertação Camponesa

04 Mãe da Divina Graça - Assentamento / Água Branca

05 Nossa Senhora Aparecida - Apucaraninha – Pindorama

06 Nossa Senhora da Boa Esperança - Ass. Imbauzinho

07 Nossa Senhora Aparecida - Água das Pedras

08 Nossa Senhora Aparecida - Bairro dos Venâncio

09 Nossa Senhora Aparecida - Barra do Rio Bonito

10 São Pedro - Briolândia

11 Nossa Senhora Aparecida - Bairro dos Basílios

12 São Sebastião - Bairro dos Costa – Barrinha 2

13 Nossa Senhora Rainha, da Paz - Boa Vista

14 Nossa Senhora do Rocio - Bairro dos Franças

15 São Sebastião - Campina dos Pupos

16 Divino Espírito Santo - Caraguatá

17 Santo Antônio, de Pádua - Caetê Mirim/ Jardim Alvorada

18 Nossa Senhora do Carmo - Colônia Augusta Vitória

19 Divino Espírito Santo - Caetezinho

20 Nossa Senhora Aparecida - Caetê Estação

21 Santo Anjo da Guarda - Campo dos Índios

22 São Sebastião - Curva da Orelha

23 São Sebastião - Espigão do Tigre

24 Nossa Senhora Aparecida - Faxinal dos Machados

25 São José - Fazenda Novo Horizonte

26 Nossa Senhora do Carmo - Fazenda Brasileira

27 Divino Espírito Santo - Fundão

28 Nossa Senhora Aparecida - Gleba Aurora

29 Sagrado Coração de Jesus - Gleba Tibagi Alta

30 Nossa Senhora Aparecida - Gleba Bela Vista

31 Santo Antônio - Imbauzinho

32 São Sebastião - Lageado Seco

33 Santa Teresinha do Menino Jesus - Lagoa Seca

34 São João Batista - Lajeado Bonito

35 Imaculada Conceição - Monjolinho

36 São Sebastião - Natingui

37 Divino Espírito Santo - Palmital do Natingui

38 Santo Inácio, de Loyola - Pinhalzinho

39 Divino Espírito Santo - Pontão

40 Santo Antônio - Poço Comprido

41 São Judas Tadeu - Pedra Branca

42 Nossa Senhora do Rosário - Quinhão 5 Alto

43 São João Batista - Quinhão 5 Baixo

44 Nossa Senhora de Fátima - Serra da Piquira

45 São Sebastião - Serrinha

46 Santa Luzia - Serra do Pinhal

47 Santo Antônio - Serra dos Mulatos

48 Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Sapé

49 Santo Antônio - Serra Pelada

50 Santa Rita de Cássia - Rio do Tigre

51 Nossa Senhora de Fátima - Vila Formosa

52 Nossa Senhora Aparecida - Vila Godoy

53 Santo Antônio, de Pádua - Vila Alvorada

54 Nossa Senhora Aparecida - Vila Rica

55 Nossa Senhora Rainha, da Paz - Vila Gomes

56 Nossa Senhora Aparecida - Vista Alegre

57 São José - Fazenda Novo Horizonte

58 Nossa Senhora Rainha, da Paz - Boa Vista

59 Nossa Senhora Aparecida - Caeté Estação

 

Pastorais e Movimentos

1. PASTORAL DA CATEQUESE.

2. PASTORAL FAMILIAR.

3. PASTORAL DACRIANÇA.

4. GRUPOS DE JOVENS.

5. PEQUENOS GRUPOS

6. RCC

7. APOSTOLADO DA ORAÇÃO.

8. ZELADORAS DE CAPELINHAS.

9. CONSELHOS DE PASTORAL – CPC / CPP.

10. PROMOÇÃO HUMANA .

11. CASA DA CRIANÇA.

12. COROINHAS.

13. DIZIMO.

14. CANTO PASTORAL.

15. PASTORAL DA LITURGIA.

16. M.E.C.E.



Párocos

1º. Pároco:  Pe. Vicente Tonetto, SX  - 1969 até 1970

2º. Pároco:  Pe. Francisco Giust, Cavanis  - 1970 até 1974

3º. Pároco:  Pe. Diego Spadotto - Cavanis.  - 1974 até 1979

4º. Pároco:  Pe. Edoardo Ferrari - Cavanis.  - 1979 até 1982

5º. Pároco:  Pe. Flávio Saccrola - Cavanis.  - 1982 até 1989

6º. Pároco:  Pe. Luiz Caetano Menezes de Macedo - Cavanis.  - 1989 até 1990

7º. Pároco:  Pe. José Viani - Cavanis.  - 1990 até 1995

8º. Pároco:  Pe. Aldino Antônio da Rosa - Cavanis.  - 1995 até 1998

9º. Pároco:  Pe. Mário Valcamônica - Cavanis.  - 1998 até 2003

10º. Pároco:  Pe. Irani Luiz Tonet - Cavanis.  - 2004 até 2006

11º. Pároco:  Pe. Antonio Ganser - Cavanis.  - 2007 até 2008

12º. Pároco:  Pe. Adriano Sacardo - Cavanis.  - 2008 até 2009

13º. Pároco:  Pe. Milton Cesar Freo Tobias  - 2010 até 2012

14º- Pároco: Pe. Mário Valcamonica de 2013 até atualmente


ORAÇÃO

Oh! meu glorioso mártir São Sebastião!

Soldado fiel e servo de Nosso Senhor Jesus Cristo assim como vós fostes mártir transpassado e cravado com agudas setas num pé de laranjeira, por amor de Nosso Senhor Jesus Cristo filho de Deus vivo e onipotente, criador do céu e da terra. 

Eu criatura de Deus imploro a vossa divina proteção perante Deus. Os anjos, santos apóstolos, mártires, arcanjos e a todos que estão na divina presença do Eterno Pai, filho do Espírito Santo. Imploro o vosso divino auxílio e proteção, que guardai-me e defendei-me dos meus inimigos, andando, viajando, dormindo, acordado, trabalhando e negociando quebrantai-lhe as suas forças, ódio, vingança, furor ou qualquer mal que tiverem contra mim. Olhos tenham não me vejam; mão tenham não me peguem nem me façam mal nenhum pés tenham, não me persigam, boca tenham, não fale e nem mintam contra mim, armas, não tenham poder de me ferir, cordas, correntes não me amarrem as prisões para mim se abram as portas, arrebentem-se as chaves, esteja eu livre de guerra, o meu corpo esteja fechado contra todo mal que houver contra mim: fome peste e guerra, com o poder de Deus Padre, Deus Filho, Deus Espírito Santo, Jesus Maria José, pela sagrada morte e paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, pelas sete espadas, de dores de Maria Santíssima. 

Com o seu divino manto me cubra e encape dos meus inimigos. Eu criatura de Deus fecharei o meu corpo contra todos os perigos, naufrágios, infortúnios e adversidades de minha sorte, com Deus andarei servirei viverei e feliz serei. 

Eu criatura de Deus me uno de corpo e alma ao meu redentor, Jesus Cristo perdão de meus pecados, senhor Deus, paz, a minha alma Senhor Deus, lembra-se das almas meus pais, amigos parentes e inimigos senhor Deus dai-me saúde e força, valor para sofrer com paciência as fraquezas do meu próximo. 

Arrancai e quebrantai de mim os mais pensamentos e fraquezas. Lembra-te de mim lá no teu paraíso como lembra-te do bom ladrão na cruz do Calvário.

Amém.

O Padroeiro
O Padroeiro
SÃO SEBASTIÃO
Mártir da Igreja Cristã

Biografia de São Sebastião
São Sebastião foi um mártir dos primeiros séculos da igreja cristã, por professar e não renegar sua fé em Cristo.
São Sebastião nasceu em Narbona, na França, no ano de 256 da Era Cristã. Ainda jovem, mudou-se com a família para Milão, na Itália, cidade de sua mãe. Alistou-se no exército de Roma e tornou-se o soldado predileto do imperador Diocleciano. Conquistou o posto de comandante da Guarda Pretoriana. Secretamente, Sebastião converter-se ao cristianismo e valendo-se do alto posto militar, fazia visitas frequentes aos cristãos presos que aguardavam para serem levados para o Coliseu, onde seriam devorados pelos leões, ou mortos em lutas com os gladiadores. Com palavras de ânimo e consolo, fazia os prisioneiros acreditarem que seriam salvos da vida após a morte, segundo os princípios do cristianismo.

Prisão e Martírio de São Sebastião
A fama de benfeitor dos cristãos se espalhou e Sebastião foi denunciado ao imperador. Este, que perseguia os cristãos do seu exército, tentou fazer com que Sebastião renunciasse ao cristianismo, mas diante do imperador, Sebastião não negou a sua fé e foi condenado à morte.
Seu corpo foi amarrado a uma árvore e alvejado por flechas atiradas por seus antigos companheiros, que o deixaram aparentemente morto. Resgatado por algumas mulheres lideradas pela cristã chamada Irene, ele foi levado sob seus cuidados e conseguiu se restabelecer.
Depois de recuperado, São Sebastião continuou evangelizado e indiferente aos pedidos dos cristãos para não se expor, apresentou-se ao imperador insistindo para que acabasse com as perseguições e mortes aos cristãos. Ignorando os pedidos, desta vez, Diocleciano ordenou que o açoitassem até a morte e depois seu corpo fosse jogado no esgoto público de Roma, para que não fosse venerado como mártir pelos cristãos. Era o ano 287 da Era Cristã.
Culto a São Sebastião
Mais uma vez, seu corpo foi recolhido por uma mulher chamada Luciana, a quem pediu em sonho que o sepultasse próximo das catacumbas dos apóstolos. No século IV, o imperador Constantino, que se converteu ao cristianismo, mandou construir, em sua homenagem, a Basílica de São Sebastião, perto do local do sepultamento, junto à Via Appia, para abrigar o corpo de São Sebastião. Seu culto iniciou-se nesse período,
Conta-se que nessa época, Roma estava sendo assolada por uma terrível peste e que a partir do translado das relíquias de São Sebastião a epidemia desapareceu. A partir desta época, São Sebastião passou a ser venerado como santo padroeiro contra a peste, a fome e a guerra.
Durante a Idade Média, a igreja a ele dedicada tornou-se centro de peregrinação e até hoje recebe os devotos e peregrinos de todas as partes do mundo. Sua festa é celebrada no dia 20 de janeiro.
Um dos temas preferidos dos pintores do Renascimento, o martírio de São Sebastião foi retratado por vários artistas, entre eles, Bernini, Perugino, Mantegna e Botticelli. Em geral, o corpo é mostrado atravessado por flechas.(Por Dilva Frazão : Biblioteconomista e professora)
 
Dúvidas, críticas ou sugestões?
Nome
 
E-mail
Telefone
 
Mensagem
 
 

Copyright © Diocese de Ponta Grossa 2023. Direitos reservados.
Navegando você está de acordo com a nossa política de privacidade.

Desenvolvido com amor Agência Arcanjo