MATRIZ
Santuário Diocesano de Nossa Senhora das Brotas
Reitor:

Padre Luiz Carlos Mirkoski


Endereço
Avenida Nossa Senhora das Brotas
Piraí do Sul - Brotas


Contato
+55 42 98411-0532
santuariodasbrotas.diocesano@gmail.com/ nsbrotas@hotmail.com

Histórico
Santuário de Nossa Senhora das Brotas em obras

Nossa Senhora das Brotas é um título católico dedicado a Maria, mãe de Jesus de Nazaré. A história desse título é muito antiga, multicentenária.[1] O início do culto a Nossa Senhora das Brotas começou em Portugal, após a aparição de Nossa Senhora para um pastor, sendo que ele alcançou uma graça e Nossa Senhora teria pedido para que os moradores de Águias edificassem uma Capela, que hoje é o Santuário de Nossa Senhora das Brotas.[1] O Santuário está construído onde apareceu Nossa Senhora.[2] Durante séculos esse Santuário é um dos principais centros de peregrinações.[1]
No início era uma humilde capela, logo a notícia foi ficando conhecida e por causa do sempre crescente número de romeiro o Santuário teve de aumentado.[1] O Arcebispo de Évora, mais tarde Cardeal Dom Afonso, que era filho do rei D.Manoel, percebeu que o santuário era melhor e mais importante que a igreja paroquial, suprimiu a igreja e fez do Santuário a Matriz da freguesia.[2] A mais antiga imagem de Nossa Senhora das Brotas, data do século XVI, e é feita em marfim.[3]
Nossa Senhora das Brotas é a possibilidade mais provável para que a cidade de Brotas tenha sido batizada com esse nome, por causa da devoção de Dona Francisca Ribeiro dos Reis.[6]
Também por meio dos portugueses, foi construído o primeiro templo católico da Índia, a Igreja de Nossa Senhora das Brotas de Angediva.[7] Em reconhecimento do seu papel como local simbólico de igreja-mãe na introdução do catolicismo na Índia, a Igreja de Nossa Senhora das Brotas recebeu uma insígnia concedida pela Santa Sé, que nela se encontra exposta.[7]
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.



" A Reforma é possível graças a Campanha dos Devotos. A igreja do Santuário Diocesano de Nossa Senhora das Brotas, padroeira da Agropecuária, da Rota dos Tropeiros e Portal da Rota do Rosário, está em reforma. O Santuário, localizado de Piraí do Sul, está tendo reformados o presbitério, o nicho de Nossa Senhora, o forro, refeita pintura e criado um espaço para confissões e atendimento individual, além de uma iluminação interna diferenciada. No interior da igreja, o destaque é a pintura de ícones marianos, com passagens da vida de Nossa Senhora. As obras devem durar, no máximo, três meses.

     O reitor do Santuário, Padre Roberval Mulhstedt, explica que, enquanto durarem as reformas, as celebrações diárias e atendimento estão acontecendo no Espaço Irmã Maria da Glória. Só não haverá missa na terça e no sábado, dia em que são atendidas as capelas do interior. "O nosso Santuário é uma referência para todo o Paraná a nível de devoção mariana. A nossa igreja já era bonita, porém, precisa de algumas reformas, por isso resolvemos realizar este ano estas obras", conta, descrevendo como belos os ícones que retratam a visita de São Gabriel à Maria, quando ela diz sim, a Deus; o nascimento de Jesus... “Quando o devoto entrar no Santuário ele irá mergulhar na história mariana e sentir a presença de uma mãe, que está presente em todos os momentos da vida de Jesus e da nossa vda", destaca padre Roberval.

     De acordo com o reitor, as obras só são possíveis por conta dos devotos e colaboradores do Santuário, que ajudam financeiramente a obra. "Quero agradecer o povo de Piraí do Sul e todos os devotos espalhados pelo Brasil, pois é um povo que ama Nossa Senhora e sempre está disposto a colaborar com o Santuário. A você o nosso muito obrigado. Peço a Nossa Senhora para que derrame muitas bênçãos na vida de todos que nos ajudam de qualquer maneira", enaltece o sacerdote. As pessoas que desejarem colaborar com a obra podem entrar em contato com a secretaria do Santuário pelo fone 42 3237- 44 74 e fazer seu cadastro na Campanha dos Devotos.
     O Santuário de Nossa Senhora das Brotas fica em um belo bosque de araucárias de 26 hectares e conta com oito capelas e diversas trilhas, com temas religiosos para momentos de reflexão e oração."
Em 14/09/2021 Edição: Cláudia Carneiro (Jornalista Cláudia Carneiro / MTB 2465 – 9 99981222)


Horário de atendimento de segunda a sexta:
Das 08h30min a 12h 13h às 18h 

Sábado 
Das 09h a 12h e das  13h30min às 18h
O Padroeiro
O Padroeiro
NOSSA SENHORA DAS BROTAS
A história do culto a Nossa Senhora das Brotas no município de Piraí do Sul é diferente de outros lugares que foi influenciada por portugueses. Tem início em 1808, quando o Frei Antonio de Sant’Ana Galvão, hoje São Frei Galvão, em missão da Província Franciscana da Imaculada Conceição,[8] e ao chegar às margens do Rio Piraí, decidiu ficar alguns dias no povoado, pregando e atendendo o povo da região. Enquanto permaneceu na região, ficou na casa de dona Ana Rosa Conceição de Paula, ao se desperdi-se da casa ao qual foi acolhido deu de presente uma estampa de Nossa Senhora das Barracas[9] com a dedicatória: “Lembrança do Frei Galvão”, além de ter dito:[8]
““Venerai sempre esta Santa Efígie, porque ela é muito milagrosa.”[8][10]”
A estampa foi colocada em uma cartolina dura, para melhor conservá-la rodeando-a com uma moldura de madeira, tendo em sua residência, recebido um lugar de grande destaque.[11]
Anos após, Ana Rosa de Paula, contraiu segundas núpcias com Joaquim Maciel, transferindo-se para a casa deste. Ao momento da mudança a estampa foi perdida e apesar das buscas, não conseguiram encontrar. Certo dia, indo pelas cercanias de sua casa, no mato ali existente, que fora totalmente destruído por um grande incêndio, a Srª Ana, encontrou a estampa,[11][12] no dia 26 de dezembro,[13] entre raízes e brotos novos de vegetação. O fogo havia destruído totalmente a moldura de madeira, sem, no entanto, lesar a estampa de papel, que ficou levemente chamuscada. Perplexos com este fato, interpretaram-no como um milagre operado por Nossa Senhora.[11] Com o fato as pessoas decidiram rebatizar a estampa com o nome de Nossa Senhora das Brotas.[9]
Em 2004 Nossa Senhora das Brotas foi considerada e declarada “Padroeira do Caminho das Tropas”.[9][14] que é a parte paranaense do Caminho, indo de Sengés até Rio Negro, passando por 16 municípios.[15] Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_das_Brotas
 
Dúvidas, críticas ou sugestões?
Nome
 
E-mail
Telefone
 
Mensagem
 
 

Copyright © Diocese de Ponta Grossa 2024. Direitos reservados.
Navegando você está de acordo com a nossa política de privacidade.

Desenvolvido com amor Agência Arcanjo